Baixa Auto-Estima e Como se Sentir Feminina?

Estou bem orgulhosa sobre a alimentação por esses dias, apesar de tentar comer o mais saudável possível ainda não posso dizer que estou 100%.

Hoje o motivo do post é sobre o meu trabalho.

Eu trabalho na área de TI (informática) em uma empresa de peças de automóveis Alemã. O departamento onde eu fico é dentro da área produtiva da fabrica então para chegar a sala preciso atravessar a fabrica inteira usando EPI (equipamento de proteção individual que é a bota de segurança, óculos de proteção e protetor auricular). Na sala onde eu fico, por normas da empresa, não possuímos frigobar ou microondas, e estamos com um sério problema com o restaurante (a comida está sempre ruim!).

Ai você me diz:

-Ok Aline, você deveria erguer as mãos aos céus e agradecer por ter um emprego legal!

Sim, eu agradeço pelo emprego que tenho, mas me sinto mal as vezes por vários motivos que são bestas eu assumo!

Como tenho que usar EPI e não dá pra usar uma roupa mais “arrumadinha” com um sapato de segurança então não me sinto feminina. Não tenho o costume de trabalhar maquiada, acho que as pessoas ficam reparando se eu estou com cara de massa corrida ou não. Além de ter que passar por dentro da fabrica onde todo mundo que passa por você, te conhecendo ou não, acaba te cumprimentando.

E ai acabo no combo: sem maquiagem + rabo de cavalo + jeans e camiseta + sem maquiagem.

IMG_20140910_150242_108

As vezes me olho no espelho e fico pensando no que poderia mudar pra me sentir melhor, mas ai eu penso que normalmente as roupas que eu compro, por mais femininas que sejam, se não tiver maquiagem não fica feminina. Ainda mais quando se tem que usar com a bota de segurança ou tênis como o da foto. Mas eu me recuso a usar maquiagem no trabalho pois não quero chamar atenção então como posso desejar que isso mude?

Talvez quando tiver emagrecido 10 ou 15 kgs essa vontade de me esconder do mundo passe e eu fique mais “mulherzinha”.

E fala serio, como sair do trabalho e ir a um Happy-Hour assim?

Por onde começar?

O que eu preciso ter em mente agora, são as minhas metas para o ano de 2014.

Estou preparando meu psicológico para começar o ano que vem com o pique total, preparando meu consciente sobre as mudanças que estão por vir e que serão muitas!  E ai veio a duvida, por onde começar?

Equipamentos:

Tênis:

Para vocês terem uma ideia do meu sedentarismo, eu não tenho nenhum tênis em casa!!! Os que eu tinha antigamente não me serviam mais (ficavam apertados no peito do pé, sim, meu pé também é obeso!), então doei e fiquei sem nenhum. A primeira providencia a se tomar é comprar um bom tênis, que ajude as articulações e os joelhos, já que o impacto devido ao peso grande será constante.

Dei um pulo em uma loja esportiva e já elegi o meu querido, estou desejando um Mizuno Wave Creation 14 ou um Mizuno Prophecy, eles são bem confortáveis, bonitos e serve bem para a minha pisada (Neutra/Supinada).

Roupas:

Não sou Fashionista, então prezo muito pelo conforto, roupa desconfortável, sapato apertado me deixa de mal humor, então acredito que o mais gostoso é legging e regata. Obesos tem problemas com roupas de marcas atléticas, eu por exemplo, não consigo encontrar em nenhuma marca roupas que me sirvam, então vou de básico mesmo.

Cabelo:

Amarrado, é bem mais pratico, e se você começar a suar ele não vai ficar colando!

E o mais importante de tudo é o FOCO! Saber que não vai ser fácil, saber que em alguns momentos vai dar desanimo e vontade de desistir, mas deixar a preguiça de lado e mudar!

E vamos acompanhando essa parte agora, que é a da espera e as avaliações médicas, pra começar mesmo a dieta e conto com vocês!

Um ano de dieta? Sim!

Talvez você esteja se perguntando, quem é  louca que resolveu ficar um ano de dieta? Será que ela vai conseguir? O que essa louca está pensando? Pois bem, vamos ao resumo do que o blog vai oferecer…

Eu sou a Aline, moro em Sorocaba (Interior de SP), tenho 24 anos, sou casada a 6 meses, trabalho com Informática e atualmente peso 110 kgs!

Nunca fui do tipo de pessoa que pensava em fazer exercícios físicos, me regrar no que comia, enquanto  morava com a minha mãe, as refeições eram todas regradas, e apesar de sempre ter salada e verduras eu nunca comia! Bleh!

Me casei a 6 meses, e ai a coisa desandou completamente, chego em casa sempre cansada, não tenho animo para caminhadas e a alimentação no jantar normalmente é macarrão instantâneo ou fast food! Ai vieram mais kgs de gordura para o meu corpo, e menos animo para a exercícios.

Meu marido é adepto de alimentação regrada, apesar de não gostar de todo tipo de legumes e verduras e gosta muito de exercícios e caminhadas, então sei que ao lado dele vou ter um grande aliado a essa batalha.

Gosto de colocar metas na vida, sempre no começo e meio do ano, foi assim que consegui ficar o ano de 2012 sem refrigerante, e quando voltei a tomar não sinto mais aquela vontade incontrolável, hoje em dia tomo se não houver suco natural disponível e ele nem parece mais tão gostoso assim. Em julho de 2013 foi a vez do chocolate, que está bem mais difícil, pois tirei completamente todo tipo de derivado de cacau, inclusive achocolatados, bolos e qualquer outra coisa derivada.  Tirando o chocolate da minha vida nesses 6 meses, acabei colocando outros doces como substituição, o problema é que psicologicamente esses doces não equivalem a necessidade de chocolate, então a quantidade de açúcar a ser consumida fica exorbitante. Não sei como ainda não desenvolvi um problema de glicemia, acho que por sorte viu!

Essa ideia de um ano de dieta, começa dia 01/01/2014 então vamos lá!